Pessoas com coxas e nádegas grandes vivem mais, diz estudo

Está comprovado: pessoas que tem nádegas grandes vivem mais. E quem está dizendo não sou eu, são os pesquisadores da Universidade de Oxford, que analisaram e relacionaram um grupo de pessoas que têm uma gordurinha acumulada na parte baixa do corpo, coxas e nádegas, com a saúde deles.

De acordo com a pesquisa, ter coxas e nádegas grossas aumenta o nível de colesterol bom (que ajuda a proteger as artérias) e diminui o nível de colesterol mau. Mais do que isso: a gordurinha que fica nessas regiões tem a capacidade de prender partículas adiposas nocivas e libera outras saudáveis.

As boas notícias não param por aí. “O efeito protetor da gordura gluteofemoral também foi confirmado em grandes estudos populacionais. No estudo AusDiab, uma circunferência do quadril maior foi associada a uma menor prevalência de diabetes mellitus não diagnosticado e dislipidemia”, diz um trecho do estudo.

Mas calma! Segundo os pesquisadores, se além de coxas e bunda o excesso de gordura também estiver na barriga fica o alerta: pessoas com esse tipo de gordura correm mais risco de morrer devido a problemas cardíacos.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.