Hoje é dia mundial de luta contra a SIDA

Hoje é 1 de Dezembro, dia mundial de Luta Contra a Síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA), internacionalmente definido como o dia 1° de dezembro, é uma data voltada para que o mundo una forças para a conscientização sobre a doença. Desde o final dos anos 80, tal dia vigora no calendário de milhares de pessoas ao redor do mundo.

Leia também: SIDA em Angola é “preocupante”

É um dos 8 dias mundiais relacionados com a saúde que é celebrado a nível global (Dia Mundial da Saúde, Dia Mundial do Dador de Orgãos, Dia Mundial da Imunização, Dia Mundial da Tuberculose, Dia Mundial sem Tabaco, Dia Mundial da Malária e Dia Mundial contra Hepatite).

A entidade responsável é Organização Mundial de Saúde.

A SIDA no Mundo

  • Pessoas que vivem com VIH – 36,7 Milhões
  • Novos casos de infecção – 1,8 Milhões ( 5,000 novas infecções por dia)
  • Mortes relacionadas com VIH – 1 Milhão
  • Pessoas vivendo com VIH e acesso a anti-retrovirais – 20,9 Milhões
  • Pessoas que sabem que têm VIH – só 70% dos infectados sabem que têm a doença

Estatísticas (dados 2016)

Situação em Angola

Em  Angola, o  Sida afeta meio milhão de pessoas, sendo que apenas 215 mil estão a ser acompanhadas
“É sim preocupante porque a superfície de Angola é vasta, vasto é também o movimento das pessoas, então, sobretudo quando a gente quer vencer esta doença até 2030, temos que juntar esforços para que isso possa acontecer nesse horizonte”, disse Michel Kouakou, diretor da ONU/SIDA em Angola.

 Os adolescentes e jovens, são o grupo etário mais afetado por essa doença, que até hoje não tem cura, sendo a prevenção a única forma de se livrar da infecção pelo vírus VIH, o causador da SIDA.

Luanda, Lunda Norte, Lunda Sul, Cuando Cubango e Cunene são as províncias de Angola onde o número de portadores do vírus de VIH-SIDA  aumenta vertiginosamente, situação que preocupa as autoridades sanitárias angolanas.

O objetivo passa por atingir, entre outras, a meta de 90% de pessoas diagnosticadas com sida sob tratamento antirretroviral até 2030.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.