Conheça os 8 primeiros sintomas da SIDA

Muito se fala sobre a SIDA, mas na realidade, a maioria da população, de fato pouco sabe sobre ela. Conhecida por ser uma das mais sérias infecções virais o VIH assusta por dois principais motivos, sendo o primeiro deles a sua altíssima taxa de mortalidade e o segundo o fato de ainda não se ter uma cura que elimine efetivamente o vírus.

Por outro lado, nos últimos anos o portador da doença tem se beneficiado e levado uma vida com uma maior qualidade, devido os famosos coquetéis que não curam, mas tratam a doença, de modo a minimizar seus prejuízos.

Quando falamos nos primeiros sintomas da SIDA por sua vez, precisamos entender que os primeiríssimos sintomas aparecem aproximadamente 21 dias após a contaminação com o vírus.

O que torna a situação realmente alarmante, é que grande parte das pessoas infectadas acabam por confundir estes sinais com uma simples gripe ou infecção viral, ou seja, é comum um portador do vírus simplesmente ignorar ou nem se quer se lembrar que já se sentiu assim, e consequentemente não procurar ajuda, retardando o início do tratamento, e também contaminando não intencionalmente outras pessoas, exatamente por não saber que possui a doença.

Estes sintomas inicias que aparecem no quadro denominado de “Infecção aguda pelo VIH”, isto é, aqueles que surgem dias após a contaminação são:

1- Febre persistente

01

Em 80% dos casos ocorre o surgimento de febre que em média atinge seus 38° a 40° graus. Este é também o sintoma mais comum que ocorre durante a infecção aguda.

2- Dor de garganta (Faringite)

02

A Faringite também é um sintoma bastante comum, e ocorre sem o aumento das amígdalas e também sem a presença de pus.

3- Manchas avermelhadas ou pequenas erupções na pele

03

As manchas geralmente aparecem no período de 48 a 72 horas após o surgimento da febre, e podem prevalecer por 5 a 8 dias. A sua aparência normalmente é arredondada, sendo menor que 1 cm, avermelhadas e com um discreto relevo.

As regiões mais afetadas pelas manchas são o tórax, pescoço e face.

4- Dor em todo o corpo

04

Dores musculares e nas articulações também são bastante comuns, podendo acarretar em sensação de mal-estar, ou seja, falta de disposição e fadiga.

5- Sudorese noturna

05

Para muitas pessoas este pode ser um sintoma natural, a qual eles passam constantemente. Mas se isso não acontece naturalmente com você, este pode ser considerado mais um forte sinal da infecção pelo VIH.

06

Os sintomas que caracterizam a infecção causada pelo VIH como podemos perceber são comuns e de certo modo até considerados normais, por esse motivo podem ser facilmente confundidos com outros problemas.

Vale lembrar que estar infectado com o VIH não significa necessariamente estar com SIDA, visto que a aids é a doença que o vírus VIH provoca.

Passado esse primeiro momento de infecção que ocorre por causa da contaminação, anos pode se passar sem que nenhum outro sintoma se desenvolva, esta é a fase conhecida como período de encubação do vírus.

Uma pessoa só é diagnosticada com Aids quando tem uma contagem de linfócitos CD4 menor que de 200 células/mm3 (sendo que um adulto saudável possui uma média de 800/mm3 a 1200/mm3 ) e também apresentar o surgimento de alguma doença definidora da Aids, ou seja, adquirir alguma doença oportunista, que aproveita da fragilidade do organismo para ataca-lo.

Dentre as principais doenças que atacam os portadores temos os seguintes sintomas:

6- Candidíase genital ou oral porém recorrente

candidiase

A cândida é um fungo que pode ser encontrado naturalmente no nosso organismo. Porém quando seu crescimento acontece de modo desenfreado ele vira causador de uma desconfortável infecção, a candidíase.

O que geralmente pode desencadear uma candidíase pode variar, mas o seu principal agravante é a imunidade baixa, por esse motivo ela pode ser tão recorrente em soro positivos, que já estão sofrendo com os danos causados pelo vírus do VIH.

7- Perda de peso

07

A perde de peso em portadores do HIV geralmente acontece como consequência de algum outro fator, sendo o mais comum deles a persistência de diarreias e enjoos.

8- Problemas respiratórios

08

Como a pneumonia e tuberculose são doenças oportunistas, isto é, doenças que se aproveitam da fragilidade do organismo de suas vítimas para se instaurem, elas também são muito frequentes em pessoas com SIDA.

FONTE:   Minha Saúde via Fatos Curiosos

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.