José Eduardo dos Santos pede apoio para o governo de João Lourenço

Teve lugar nesta segunda-feira (11.12.) a segunda reunião extraordinária do MPLA, o partido no poder em Angola. O encontro que decorre até a próxima quarta-feira (13.12.) é presidido pelo líder da partido, José Eduardo dos Santos.

A I reunião extraordinária do Comité Central do MPLA aprova reestruturação do Bureau Político e outros pontos. Líder do partido no poder pediu apoio para Governo de João Lourenço e quadros “à altura dos acontecimentos.”

Este fez um apelo aos seus correlegionários: “Peço aos órgãos do partido, à bancada parlamentar do MPLA e aos militantes, que apoiem as ações e mediadas do Executivo que visam corrigir o que está mal e melhorar o que está bem em conformidade com o programa eleitoral do partido, e com a noção de estratégia aprovada no último congresso do nosso partido.”

De lembrar que as medidas tomadas pelo novo Presidente do país, João Lourenço, não tem agradado a alguns membros do MPLA. E algumas delas afetam inclusive as filhas do presidente do partido.

MPLA quer ter maior participação na sociedade

E no evento, os membros do Comité Central do MPLA, Movimento Popular de Libertação de Angola, apreciaram ainda a reestruturação do secretariado do seu Bureau Político, entre outras questões internas.

“Nesse sentido, o Secretariado do Bureau Político do Comité Central passará a dispor de novos departamentos afim de possibilitar uma maior inserção do MPLA na sociedade e responder com a máxima prontidão as exigências impostas pelo desenvolvimento social e político do nosso país”, explicou José Eduardo dos Santos

O partido que governa Angola desde a independência, em 1975, celebrou neste domingo (10.12.) o seu 61º aniversário de existência. E o presidente do MPLA defendeu que o trabalho da sua formação deve ser acompanhado pela qualidade dos quadros que compõem o “M”. Segundo o líder dos camaradas, os quadros devem estar disponíveis “à altura dos acontecimentos.”

“Sem esta entrega total e abnegada por parte dos seus militantes, o MPLA não pode atingir os objetivos que dispõe nos próximos tempos pois, são imensos os desafios que perfilam no horizonte”, considerou José Eduardo dos Santos.

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.