John Dowd, advogado de Donald Trump demite-se

O advogado que representava Donald Trump na investigação à interferência russa nas eleições presidenciais norte-americanas, John Dowd, demitiu-se esta quinta-feira.

A notícia foi avançada pelo “The New York Times”. A demissão de Dowd acontece três dias depois de o procurador Joseph diGenova ter sido contratado para a equipa legal de Trump.

John Dowd começou a trabalhar para o Presidente norte-americano no verão passado mas já tinha intenções de se demitir há alguns meses, de acordo com o jornal norte-americano. Uma fonte próxima do advogado disse ao jornal que Donald Trump ignorou várias vezes os conselhos de Dowd. Recentemente, havia aconselhado a que o Presidente norte-americano cooperasse com o gabinete de Robert S. Mueller, que está a investigar a interferência russa nas eleições norte-americanas. Trump, pelo contrário, começou a atacar publicamente Mueller nos últimos dias.

“Adoro o Presidente e desejo-lhe a melhor sorte do mundo”, disse o advogado ao canal de televisão NBC News. Jay Sekulow, um outro advogado de Trump, destacou a lealdade de Dowd enquanto membro da equipa de advogados. “Foi sempre um membro muito valioso para nós. Vamos continuar a representar o Presidente da melhor forma possível”, acrescentou.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.