Finalmente, mulheres sauditas já podem conduzir

Por causa desta importante conquista, o secretário-geral da ONU, António Guterres, saudou o fim do veto que permitiu que as mulheres da Arábia Saudita possam conduzir a partir de ontem, após uma luta de três décadas.

Guterres espera que tal traga novas oportunidades para as mulheres naquele país, lê-se num comunicado do seu porta-voz, Stéphane Dujarric.

“O secretário-geral deseja prestar tributo às mulheres da Arábia Saudita pelos seus esforços para alcançar esta importante conquista legal, que contribuirá para a sua mobilidade económica e social e para o desenvolvimento do país”, é acrescentado.

António Guterres “espera que a Arábia Saudita continue a sua viagem em direcção à igualdade fundamental para a mulher e para as meninas”, é ainda referido no comunicado.

O rei Salman bin Abdelaziz anunciou em Setembro do ano passado o fim de facto da proibição de conduzir um veículo para as mulheres, que assentava num édito religioso, e, no início deste mês, começaram a ser emitidas cartas de condução para elas no país muçulmano.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.